-

Perfil:
Idalino Abelardo De Freitas


Arquivos:

Amigos (0)::


fecientifica
26/04/2011 às 17:29

Voltando ao assunto anterior, continuando com o suposto diluvio, como poderia haver diluvio global, se nao ha agua suficiente no planeta para causar o suposto diluvio. mesmo que derretesse todo o gelo dos polos, mesmo que toda agua subterrania subisse para a superficie, talvez aumentasse alguns metros o nivel do mar, poderia causar algum problema para quem morasse perto do nivel do mar, mas so isso. quanto a agua da chuva, ela faz parte do ciclo natural da agua, ou seja, o calor evapora a agua do mar, transformando-a em nuvem, que quando sobe a certa altura, sofre o resfriamento e as moleculas ate entao parcialmene separadas tornam a se unir, voltando de novo a formar a agua, em pequenas goticulas, que sofrendo a atraçao natural da terra, pela força da gravidade, cai em forma de chuva. mas e a mesma agua do mar, ela pode causar pequenos enchentes, em lugares baixos, mas e so isso. toda a agua que existe no nosso planeta agora, e a mesma desde a formaçao do nosso planeta, nem uma molecula a mais ou a menos. de onde viria tanta agua para aumentar o nivel do mar, a alguns milhares de metros acima, do atual nivel, ja parou para analisar o absurdo da coisa. ai viriam com aquela balela de sempre, foi Deus que fez aparecer a agua do diluvio, sempre culpando a Deus por tudo, eu nao que especie de Deus essas criaturas acreditam, um Deus capaz de criar agua do nada, so para matar milhoes de pessoas, Deus me livre , do deus que essas criaturas inventaram. o Deus verdadeiro, e Deus de amor, de bondade, de perdao, de caridade, de piedade, de misericordia, mas tambem de justiça porque da a cada segundo seu merecimento. nao condena ninguem a morte ,nem a pena eterna, apenas da oportunidade do ser humano resgatar suas com a justiça divina, e reparar os seus erros, porque so assim o espirito humano pode se corrigir, melhorando-se, evoluindo ate alcançar a perfeiçao.



Comentários



Comentar post:

Nome/Apelido:


Email:


Comentário:



Não foi encontrado nenhum comentário!